Significado de Coaching e como Aplicar em Treinamento e Desenvolvimento de Pessoas

Saber o significado de coaching passou de recomendado para obrigatório para quem trabalha com treinamento e desenvolvimento de pessoas. Entenda neste artigo o que é coaching e como aplicar essa poderosa metodologia em seus treinamentos, alavancando a performance dos seus treinandos.

 

“Parceria entre coach e coachee estabelecida para apoiar este segundo na identificação, criação e desenvolvimento de metas, acessando e desenvolvendo seus recursos internos.”

 

Essa definição talvez fique um pouco confusa. Simplesmente vamos entender o coaching como um processo de desenvolvimento de metas e busca por recursos para atingi-las. Ficou parecido, mas acho que resumiu e simplificou.

 

O que é Coaching?

coaching-significado

Embora muita gente acredite que é uma metodologia nova e super inovadora, o coaching tem suas raízes lá atrás, com Aristóteles. (Nossa, fui longe!).

 

Aluno de Platão, ele foi um grande pensador – como você já deve saber – e revolucionou o modo de fazer as pessoas pensarem por meio das grandes perguntas:

 

Qual o propósito de tudo?
Qual a utilidade das coisas?
Por que as coisas mudam?

 

O método Socrático de ensino promove o pensamento crítico por meio de perguntas – ao invés de dar respostas. Essa estratégia educacional traz o foco para o aluno e busca nele recursos que talvez ele não tivesse condições de acessar sozinho.

 

O tempo passou e muito aconteceu até que nos anos 70-80 Timothy Gallwey e seu livro “The Inner Game of Tennis” (O Jogo Interior do Tênis – 1974) trouxeram à tona esse modelo de treinar pessoas por meio de perguntas e eliminação do julgamento e da autocrítica.

 

Aplicado aos esportes, o coaching transformou a forma de treinar os atletas. Não demorou para que isso fosse testado no mundo corporativo.

 

John Whitmore trouxe o conceito para o mundo corporativo e para o treinamento e desenvolvimento de pessoas nas organizações. Em seu livro “Coaching for Performance” (1992) ele aborda a aplicação da metodologia em áreas como liderança, desenvolvimento de equipes, desenvolvimento de competências, comunicação e feedback.

 

“Coaching foca nas possibilidades futuras, não nos erros passados.” (John Whitmore)

 

Não vou entrar no mérito da etimologia da palavra e que vem de “coach” (carruagem) e tal. Falo sobre isso em um outro artigo futuro. Tem muito conteúdo e muita controvérsia nessa história.

 

O importante aqui é que você tenha começado a perceber o quanto entender o significado de coaching e sua aplicação pode transformar seus treinamentos em máquinas de casos de sucesso.

 

Como aplicar coaching em Treinamento e Desenvolvimento de pessoas?

 

Você que trabalha ministrando treinamentos já entendeu o quanto é importante manter o foco no aluno. Você pode ler mais sobre isso no livro.

 

Esse pensamento está totalmente alinhado à metodologia do coaching. O foco está todo na pessoa que está sendo atendida. Somente esta forma de pensar já vai fazer toda a diferença. Se o foco não é quem está à frente da sala, mas sim em quem de fato precisa e merece, o projeto já toma outra forma. Muito mais eficiente e transformadora.

 

Falando de maneira mais prática, tente fazer com que os alunos reflitam sobre o conteúdo antes de dar todas as respostas. Faça com que eles internalizem o conteúdo por meio da prática e da reflexão. O conhecimento precisa ser transferido para a ação.

 

O treinador precisa ser um facilitador do aprendizado. Com foco na experiência, na autonomia, na disposição e na ação do treinando. Conduzir o aprendizado para que este seja parte integrante de quem está aprendendo por muito tempo depois que o treinamento acabar.

 

Perguntas abertas são a melhor forma de fazer isso.

 

O Coaching e as Perguntas Poderosas

perguntas-poderosas-coaching

Empoderar pessoas. Acredito que esse seja um dos grandes objetivos e significados do coaching. Trazer de dentro das pessoas os recursos necessários para que elas se tornem capazes de desenvolver e atingir suas metas de maneira sustentável.

 

O grande poder dessas perguntas está no fato de trazer para experiências reais questões que muitas vezes tratamos de maneira subjetiva. Complicou? Eu explico.

 

Imagine que você está começando o treinamento e ao tentar falar sobre suas expectativas, o aluno diga “estou neste treinamento para trabalhar melhor”.

 

Ora! O que significa “trabalhar melhor” para ele? Como seria um “trabalho melhor”? Como mensurar que de fato o tranalho dele ficou “melhor”?

 

Vê como “melhor” é algo totalmente genérico? Trabalhar melhor pode ser ter mais produtividade, melhorar salário, administrar melhor o tempo, ter melhor relacionamento com a equipe, ter mais energia física para trabalhar e diversos outros fatores.

 

Sabendo exatamente qual é o gap a ser preenchido e onde o treinando pretende chegar, suas estratégias, táticas e ações serão melhor planejadas.

 

Ferramentas de coaching em treinamentos

significado-de-coaching

Agora que falamos da mentalidade “instrutor coach”, vamos pensar em algumas ferramentas que podem ser aplicadas.
Antes disso, vou dar um breve depoimento, se me permite.

 

Eu participei certa vez de um workshop sobre marketing digital. E para começar o dia de evento, o facilitador entregou uma roda da vida para cada um e começou a aplicá-la.

 

Se você é coach, sabe o que é roda da vida. Se não é, pode checar esse breve resumo aqui.

 

Fiquei meio encucado com aquilo. Eu entendi onde ele queria chegar, mas não captei a eficácia daquilo para o restante do workshop. Entendi que ele quis mostrar para os participantes que seria importante alinhar seus negócios às outras áreas da vida. Mas não sei se aplicar uma ferramenta como a Roda da Vida tenha sido a melhor opção.

 

Enfim, eu quero chegar na seguinte conclusão: tenha um objetivo bem definido para cada ferramenta que for utilizar. E se você não for coach, converse com um que possa te orientar.

 

Porque corre o risco da ferramenta ficar “solta” no conteúdo do treinamento e perder totalmente o sentido de sua aplicação naquele momento.

 

Em treinamentos com bastante conteúdo prático, acredito que desenvolver uma análise de competências tenha mais impacto. Analisar as competências essenciais de alguém que domine o conteúdo do treinamento e provocar nos participantes a reflexão do momento atual deles em comparação com a análise.

 

Outra ferramenta interessante para aplicar em sala é a análise SWOT. Derivada da ferramenta utilizada na administração, a análise SWOT faz análise de ambientes – interno e externo – sob duas perspectivas – o que há de bom e o que há de ruim.

 

Você vai instigar os participantes com essa ferramenta de coaching a pensar quais são suas forças (Strengths) e suas fraquezas (Weakness) para então confrontar com oportunidades (Opportunities) e ameaças (Threats) do ambiente externo. Tudo dentro da temática do conteúdo.

 

São processos simples e que podem transformar a maneira como seu aluno irá perceber o significado de coaching e aplicar em sua vida. Porque o que realmente importa é a transformação daquela pessoa que entrou para aprender e saiu com novas habilidades, conhecimentos e atitudes.

 

Conclusão

 

Você como um profissional que aceitou o desafio de desenvolver pessoas precisa saber o que é coaching.

 

Por mais que o significado de coaching tenha ficado perdido em meio ao boom desordenado que a metodologia ganhou, entenda que ela é transformadora. Traz reflexões importantíssimas para qualquer processo de aprendizagem e vai impactar diretamente nos resultados do seu projeto.

 

Algumas ferramentas estão disponíveis na internet – senão todas. Embora encontre com facilidade, reforço aqui: se você não for um Coach, procure e converse com um antes de aplicar as ferramentas em seus próximos treinamentos. Há particularidades em certas ferramentas que podem atrapalhar o seu trabalho ao invés de ajudar.

 

Estou aqui para ajudar.

Pode entrar em contato por aqui.

 

Sucesso!

 

Deixe uma resposta